Plantão
Geral

Belo Horizonte amanhece nesta terça-feira com reflexos da chuva

Publicado dia 07/08/2018 às 13h12min
Temporal com granizo atingiu a capital mineira na noite desta segunda-feira (7).

Belo Horizonte amanheceu nesta terça-feira (7) com os reflexos de destruição causada pela chuva de granizo que atingiu a cidade na noite desta segunda-feira (6). O temporal foi acompanhado de muito vento.

No bairro Novo Glória, na Região Noroeste da capital mineira, uma cobertura metálica com cerca de 700 quilos "voou" e foi parar no meio da Rua Délio Salomão Vieira, em cima de um carro estacionado. Ninguém ficou ferido. "Agora é ter paciência e esperar', disse o gesseiro que teve o carro atingido pela estrutura.

De acordo com a dona da casa, todos ficaram assustados com o barulho do temporal. Com a queda da estrutura, parte da rede elétrica foi atingida e os moradores ficaram sem energia elétrica.

O Corpo de Bombeiros registrou quedas de árvores nas ruas José Gomes e Julita Nogueira Soares e na Avenida Santa Terezinha, no bairro Santa Terezinha, na Região da Pampulha. Moradores também ficaram sem luz e as ruas alagadas porque as bocas de lobo ficaram entupidas por folhas. Treze casas foram destelhadas.

 
 
 
 

Chuva provoca estragos no bairro Santa Terezinha, em BH

 

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) não informou a quantidade de consumidores prejudicados, mas disse que a região mais afetada foi a Pampulha.

A Cemig recebeu tantos chamados que empresa suspendeu a troca de turnos e esticou o horário de quem já estava trabalhando. Os funcionários que estavam em casa, de sobreaviso, foram convocados, e o trabalho entrou pela madrugada para normalizar o fornecimento de energia.

Ainda na mesma regional, no bairro Castelo, estruturas que cobriam os veículos na garagem foram derrubadas. No mesmo condomínio, vários apartamentos tiveram os vidros de janelas quebrados. "Foi aterrorizante. Na hora fui na cozinha pegar um pano porque achei que era só uma chuva. Quando veio o granizo, vidro pra todo o lado e eu só consegui me esconder no corredor enquanto a casa toda ficou quebrada", disse a técnica de enfermagem Maria Meyer.